*body* *head*
top of page
O SPED Automation® nasceu com a missão de acelerar a transformação digital em Tax por meio

Brasil criou mais de 278 mil postos de trabalho formais em agosto

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, o resultado positivo ocorreu em todos os setores da economia e nas 27 Unidades da Federação


Publicado em 29/09/2022 15h10 Atualizado em 29/09/2022 15h15


O Brasil registrou a abertura de 278.639 vagas de emprego com carteira assinada no mês de agosto, segundo dados do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado na manhã desta quinta-feira (29/09) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Foram 2.051.800 contratações no mês passado e 1.773.161 desligamentos.


O resultado positivo ocorreu em todos os setores da economia e em todos os estados e no Distrito Federal, com destaque para São Paulo, que gerou no mês 74.973 postos de trabalho. A região Nordeste registrou o maior crescimento relativo entre as cinco regiões brasileiras, com crescimento de 0,96% da força de trabalho.


O destaque entre os setores ficou com Serviços, que apresentou o melhor desempenho no mês, gerando 141.113 vagas. Em seguida vem a Indústria, com 52.760 postos formais. Também foram positivos os saldos do Comércio, (41.886); da Construção civil, (35.156) e da Agropecuária, que gerou 7.724 vagas no mês.


Outro destaque de agosto foi o salário médio real de admissão (R$ 1.991,34) que apresentou crescimento pelo terceiro mês seguido, fruto do aquecimento do mercado de trabalho e do sucesso das políticas de controle da inflação do Governo.


Acumulado do ano

De janeiro a agosto, o saldo chegou a 1.853.298 postos gerados no ano, decorrente de 15.653.839 admissões e 13.800.541 desligamentos no período. Nos oito primeiros meses de 2022, todos os setores da economia registraram saldo positivo de emprego. A construção civil teve o maior desempenho, com um crescimento de 10,89%. O setor de Serviços obteve 1.027.288 vagas geradas e a indústria 319.379 novos postos gerados no período.


Se considerados os últimos 12 meses, o total de empregos gerados chega a 2.455.662 postos formais.

Os dados de agosto demonstram ainda que, somente no intervalo de julho de 2020 a agosto de 2022 - considerado período de retomada do emprego formal, o país registrou saldo de 5.836.476 postos de trabalho e um estoque recorde histórico de 42.531.653 empregos formais.

Os dados completos do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) de agosto podem ser acessados no site do Ministério do Trabalho e Previdência. Fonte: Trabalhista

2 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page