top of page
O SPED Automation® nasceu com a missão de acelerar a transformação digital em Tax por meio

INSS leva serviços previdenciários a desabrigados do Rio Grande do Sul

Equipes da autarquia têm visitado abrigos e participado de mutirões em Porto Alegre e municípios do interior atingidos pelas enchentes

 

 

Publicado em 04/06/2024 10h59

 

 

Nesta segunda-feira (3) completa um mês da enchente histórica que atingiu Porto Alegre e diversos municípios do interior do Rio Grande do Sul. Conforme dados da Defesa Civil, até o momento o estado de calamidade pública no Estado causou 172 mortes, deixou 43 desaparecidos e 617 mil pessoas desabrigadas. Equipes do Instituto Nacional do Seguro Social não têm medido esforços para ajudar as vítimas das inundações, levando informações e facilitando o acesso a serviços previdenciários a quem mais necessita. 

Uma das ações tem acontecido Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre, onde está sendo realizado um Mutirão de Cidadania com apoio de diversas entidades públicas estaduais e federais. O objetivo do evento é facilitar o cadastramento do Registro Unificado, crucial para identificar e auxiliar as famílias afetadas pela cheia do Lago Guaíba. Desde o dia 20, um servidor do INSS tem prestado cerca de 50 atendimentos diários a vítimas das enchentes.

 

Entre os serviços mais procurados no balcão do INSS estão informações sobre processos previdenciários, pedidos de andamento de benefícios, identificação de tarefas que podem ser encaminhadas em prioridade ao Serviço de Gerenciamento de Benefícios, além de emissão da Senha Gov.br. Os atendimentos tiveram início no dia 27 de maio e serão prestados até 27 de junho, de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, na Av. Praia de Belas, 1181. Além do INSS, o Mutirão da Cidadania também oferece outros serviços essenciais, incluindo assistência jurídica e suporte da CEEE Equatorial, Defensoria Pública, Receita Federal e Caixa Econômica Federal. 

 

A Prefeitura de Porto Alegre estima que existam atualmente cerca de 9,8 mil pessoas desabrigadas morando em espaços mantidos pelo Executivo em parceria com entidades parceiras e voluntários. Representantes do INSS têm visitado diversos abrigos da capital para prestar informações sobre os serviços e benefícios previdenciários a pessoas que tiveram que sair de suas residências por causa das enchentes através de um projeto denominado “INSS ao Seu Lado”. Entre os locais já visitados estão o abrigo do Ginásio da Brigada Militar e da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUC. 

 

A mesma ação tem sido levada a cidades do interior do Rio Grande do Sul que sofreram inundações. No abrigo da Fenac, em Novo Hamburgo, os servidores do INSS realizam atendimento presencial duas vezes por semana e suporte on-line. As atividades são realizadas em colaboração com vários órgãos e entidades no centro cívico montado no local por iniciativa do Poder Judiciário do Rio Grande do Sul. No local, também atuam representantes da Polícia Civil, Defensoria Pública, Justiça do Trabalho, OAB e Caixa Econômica Federal. No município de Encantado, equipes do INSS visitaram oito abrigos e duas comunidades fornecendo informações e orientações para aproximadamente 200 pessoas que se encontram desabrigadas. 

 

Visitas a agências inundadas 

 

As enchentes que deixaram Rio Grande do Sul em estado de calamidade pública causaram destruição em várias Agências da Previdência Social (APS). Nas últimas semanas as unidades localizadas nos municípios gaúchos de Cachoeirinha, Lajeado e São Leopoldo receberam a visita técnica da Divisão de Engenharia e Patrimônio Imobiliário da Superintendência Regional Sul. Em Cachoeirinha e São Leopoldo, a equipe apontou a intenção de locar novos imóveis. Já em relação a APS Lajeado a estimativa é de que a recuperação do prédio seja concluída entre quatro e seis meses.  

 

Ajuda a servidores prejudicados pelas enchentes 

O INSS instituiu um Gabinete de Solidariedade em prol de servidores ativos e inativos, terceirizados e estagiários que sofreram prejuízos causados pelas enchentes que atingiram diversos municípios gaúchos. Alimentos, água, roupas, produtos de higiene e limpeza, colchões e cobertores estão entre os produtos arrecadados e distribuídos a cerca de 100 trabalhadores que tiveram suas residências atingidas pelas inundações. 

 

Marcos Varjão e Nara Pinto / ACS SR Sul

 

Fonte: Instituto Nacional do Seguro Social

0 visualização

Posts Relacionados

Ver tudo

Comentarios


bottom of page