top of page
O SPED Automation® nasceu com a missão de acelerar a transformação digital em Tax por meio

A importância da educação previdenciária para a proteção social do cidadão

Publicado em 02/05/2023 18h51


OINSS criou o programa de Educação Previdenciária (PEP) com objetivo de informar e sensibilizar de forma simples a população acerca de seus direitos e deveres. Assim sendo fácil alcançar as pessoas e ajudando a tomar a decisão correta. A ideia surgiu após pesquisas apontarem que de cada dez trabalhadores, seis não estavam inseridos no sistema previdenciário por não conhecer seus direitos, o que tornou acelerado a criação e execução do programa.


O PEP divulga os canais virtuais para solicitação de serviços e informações do INSS em que o cidadão terá a opção de telefonar para o número 135 ou acessar o aplicativo MEU INSS e encontrar com facilidade o que for necessário.


Além disso, tem palestras, ações e cursos em diferentes locais do país. O PEP executa as ações de orientação e informação, palestras, cursos EaD (ensino a distância) para servidores e para sociedade, mídia com o suporte das equipes de Comunicação Social do Instituto.


As equipes estão espalhadas pelo país e conta com a participação de servidores de todas as unidades da federação e também o ambiente virtual que é a escola virtual do PEP em que são ministrados todos os cursos a distância. E também palestras onlines, a comunidade, Podcasts prev, saiba como, Previdência na mídia, eventos presenciais, vídeos e cronograma.


Educação previdenciária para jovens aprendizes


Em comemoração ao 100 anos da Previdência Social, o PEP (Programa de Educação Previdenciária) executou ações e eventos pelo Brasil para conscientizar a população e mostrar a importância de ser um segurado. No começo, os membros da equipe do PEP do Nordeste fizeram contato, sem custos, com os parceiros para apresentar a proposta e realizar as primeiras palestras online e após o sucesso, foram incluídos nas atividades os jovens aprendizes, atingindo um número maior de pessoas em pouco tempo e garantindo a conscientização do cidadão desde jovem, por meio de palestras e eventos com a intenção de esclarecer dúvidas entre os jovens e adultos.


Em Curitiba/PR na Gerência Executiva do INSS que promoveu presencialmente a ação para jovens aprendizes do CIEE com a presença de 114 jovens, com idade entre 14 e 24 anos vinculados ao Centro.


Roberto José da Silveira e Célia Schultz Brandt, ambos do PEP, orientaram aos participantes sobre os benefícios previdenciários, direitos e deveres dos contribuintes do INSS. Foram feitas as perguntas para os participantes em que foram sancionadas as dúvidas.


Segundo o instrutor do CIEE em Curitiba, Robson Bezerra, a palestra pelo INSS é importância para o desenvolvimento desses jovens, que tem um vínculo com a entidade como aprendizes. Segundo ele, após todo o treinamento que recebem na instituição, atuam em empresas conveniadas com o CIEE, pela CLT como jovens aprendizes.


Para o estudante Guilherme Roder Luciano, de 22 anos, que cursa Fisioterapia na Universidade Dom Bosco de Curitiba e que no momento é jovem aprendiz pelo CIEE trabalhando em uma entidade paranaense de Fisiologia, considerou muito importante essa palestra, na medida em que aprofundou o que ele já vem aprendendo no CIEE, com o Professor Robson, sobre os benefícios e auxílios que como segurado do INSS passa a ter direitos.


Já para a menor, Milena Mariana da Silva, com 16 anos de idade, que estuda no CIEE também como menor aprendiz e atua no Magazine Luiza, demonstrou muito entendimento sobre o que o educador do INSS disse aos participantes, sobre a importância de contribuir ao INSS. Ela disse: “sendo jovem ou não, a gente precisa correr atrás da nossa aposentadoria, porque vai chegar um dia que não terá ninguém para pagar nossa aposentadoria. Assim, devemos nos planejar, se quisermos nos aposentar daqui 20 ou 30 anos.


Após o sucesso destas ações com os jovens, o projeto se estendeu pelo Brasil e se tornou uma ação do programa e os frutos dessas ações estão refletindo positivamente, pois os aprendizes estão mais conscientes da realidade trazida pela EC nº 103/2019 e compartilham os aprendizados com outras pessoas.



Fonte: Instituto Nacional do Seguro Social

3 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page